“O banco é do Brasil e não do presidente”, diz youtuber censurada pelo Planalto

"O banco é do Brasil e não de qualquer presidente", disse a youtuber Helen Ramos, responsável pelo canal Hel Mother - voltado para assuntos referentes à maternidade – após ter o seu nome vetado previamente pelo governo Jair Bolsonaro para participar de um comercial do Banco do Brasil que seria veiculado pela instituição no Dia das Mães; veto ao nome de Helen Ramos é a segunda censura do governo Bolsonaro em relação à publicidade de estatais em cerca de 24 horas

“O banco é do Brasil e não do presidente”, diz youtuber censurada pelo Planalto
“O banco é do Brasil e não do presidente”, diz youtuber censurada pelo Planalto
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  "O banco é do Brasil e não de qualquer presidente", disse a youtuber Helen Ramos, responsável pelo canal Hel Mother - voltado para assuntos referentes à maternidade – após ter o seu nome vetado pelo governo Jair Bolsonaro para participar de um comercial do Banco do Brasil que seria veiculado pela instituição no Dia das Mães.

O veto ao nome de Helen Ramos é a segunda censura do governo Bolsonaro em relação à publicidade de estatais em cerca de 24 horas. Nesta quinta-feira (25) o presidente Jair Bolsonaro determinou que uma campanha publicitária do Banco do Brasil fosse retirada do ar por fazer referências à diversidade.

A determinação, inédita desde o regime militar, observa que a partir de agora toda a publicidade das estatais deverão ser submetidas ao aval da Secretaria de Comunicação (Secom).

O motivo pelo qual a youtuber teve sua participação barrada na propaganda da instituição financeira está relacionado ao seu posicionamento contrário ao governo Bolsonaro, como o apoio ao movimento #EleNão, que ganhou força durante a campanha eleitoral que resultou na vitória do candidato de extrema direita.

"Espero que ele seja o que seu nome sugere: Banco do Brasil, ajudando no desenvolvimento desse país como sempre fez durante sua história, desde sua fundação há 200 anos, e não banco de qualquer presidente", disse Helen ao jornal O Globo.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247