OAB critica "espetáculo" da Lava Jato contra Lula

"O processo é formal e guarda ritos. Não pode ser objeto de um espetáculo. Isso me preocupa. É preciso aprimorar esse procedimento", disse Claudio Lamachia, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, ao comentar a coletiva feita pelo promotor Deltan Dallagnol para apresentar a denúncia contra o ex-presidente Lula;  "Me preocupo quando temos algumas manifestações que tomam um contexto muito fora do que nós, advogados, estamos acostumados no processo judicial", afirmou, lembrando que esse tipo de performance midiática causa "prejuízos" aos acusados

"O processo é formal e guarda ritos. Não pode ser objeto de um espetáculo. Isso me preocupa. É preciso aprimorar esse procedimento", disse Claudio Lamachia, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, ao comentar a coletiva feita pelo promotor Deltan Dallagnol para apresentar a denúncia contra o ex-presidente Lula;  "Me preocupo quando temos algumas manifestações que tomam um contexto muito fora do que nós, advogados, estamos acostumados no processo judicial", afirmou, lembrando que esse tipo de performance midiática causa "prejuízos" aos acusados
"O processo é formal e guarda ritos. Não pode ser objeto de um espetáculo. Isso me preocupa. É preciso aprimorar esse procedimento", disse Claudio Lamachia, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, ao comentar a coletiva feita pelo promotor Deltan Dallagnol para apresentar a denúncia contra o ex-presidente Lula;  "Me preocupo quando temos algumas manifestações que tomam um contexto muito fora do que nós, advogados, estamos acostumados no processo judicial", afirmou, lembrando que esse tipo de performance midiática causa "prejuízos" aos acusados (Foto: Leonardo Attuch)

Brasília 247 – A Ordem dos Advogados do Brasil se posicionou, nesta quinta-feira, contra o que considera ser um abuso do procurador Deltan Dallagnol contra o ex-presidente Lula e outros denunciados na Lava Jato.

"O processo é formal e guarda ritos. Não pode ser objeto de um espetáculo. Isso me preocupa. É preciso aprimorar esse procedimento", disse Claudio Lamachia, presidente da OAB, em entrevista à Rádio Estadão. 

"Me preocupo quando temos algumas manifestações que tomam um contexto muito fora do que nós, advogados, estamos acostumados no processo judicial", afirmou, lembrando que esse tipo de performance midiática cria prejuízos irreparáveis aos acusados.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247