Omissões de Bolsonaro na pandemia configuram crime de responsabilidade, diz criminalista

A advogada Marina Pinhão Coelho Araújo diz que Bolsonaro tinha o dever de organizar uma campanha nacional para o enfrentamento da Covid-19

(Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Presidente do IBCCRIM (Instituto Brasileiro de Ciências Criminais), que reúne mais de 2100 filiados, a advogada Marina Pinhão Coelho Araújo afirmou que as omissões de Jair Bolsonaro na pandemia do novo coronavírus configuram crime de responsabilidade.

Bolsonaro é passível de impeachment por este motivo, segundo a criminalista. “Bolsonaro atrapalhou em vez de liderar”, declarou em entrevista à Folha de S.Paulo. Segundo ela, Bolsonaro tinha o dever de organizar uma campanha nacional para o enfrentamento da pandemia.

Ainda, a advogada afirmou que o caos sanitário no estado do Amazonas, com a escassez de oxigênio para tratar dos pacientes com Covid-19, “é consequência dessa omissão”. “O IBCCRIM quer somar esforços nessa batalha pelo respeito ao direito de todos”, disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email