Onyx menospreza manifestações: 'Não achei grande, achei importante'

"Nós esperávamos que fosse assim", disse o ministro Onyx Lorenzoni, da casa Civil, ao comentar as manifestações que reuniu mais de 2 milhões em 200 cidades do país contra o corte no orçamento da educação; assim como o presidente Bolsonaro, que chamou os manifestantes de "idiotas úteis", o ministro, menosprezou os protestos: "Não achei grande, achei importante", avaliou

Onyx menospreza manifestações: 'Não achei grande, achei importante'
Onyx menospreza manifestações: 'Não achei grande, achei importante' (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

247 - Um dia após mais de 2 milhões de pessoas saírem às ruas em mais de 200 cidades contra os cortes na educação, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse que os protestos "foram importantes, mas não foram grandes".

"Nós esperávamos que fosse assim", admitiu o ministro, mas em seguida aplicou a retórica do menosprezo. "Não achei grande, achei importante", avaliou.

"Primeiro precisamos ter a tranquilidade de saber que numa democracia as manifestações são normais. O PT e a CUT que aparelharam as universidades brasileiras fizeram isso nos últimos 30 anos. As distorções que as universidades brasileiras têm hoje, em muitos casos são fruto disso", disse o ministro sem explicar quais seriam as distorções.

O discurso de Onyx segue a estratégia do governo Bolsonaro e de aliados diante de uma realidade desfavorável: tudo é culpa do PT. A resposta se encaixa em todos os questionamentos que são feitos ou para qualquer medida de retrocesso que o governo aplica.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247