Onyx minimiza tensão e sai em defesa de Bebianno: é um homem sério e correto

"Ajustes nas relações são normais. Nós temos 40 dias de governo", minimizou o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, tentando minimizar o clima de tensão na relação do clá Bolsonaro e o ministro da Secretaria-geral da Presidência, Gustavo Bebianno; o filho do presidente, Carlos Bolsonaro, disse em mensagem nas redes sociais que Bebianno mentiu ao afirmar que falou com o pai; Bolsoanro, por sua vez, retuitou a mensagem do filho, evidenciando que os dias do ministro podem estar contados

Onyx minimiza tensão e sai em defesa de Bebianno: é um homem sério e correto
Onyx minimiza tensão e sai em defesa de Bebianno: é um homem sério e correto (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

247 - A desejada "sintonia" que o governo Bolsonaro recomendou aos seus ministros no início do mandato não é mesmo o forte da gestão. Enquanto o clã Bolsonaro, incluindo o próprio presidente,  dá sinais de que o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, será limado do governo, o também ministro Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, saiu em defensa de seu colega de ministério.

"Ajustes nas relações são normais. Nós temos 40 dias de governo. O presidente, destes 40 dias, quase 20 hospitalizados. Então, a gente tem que ter paciência e temos que ir com calma. O ministro Gustavo Bebbiano é uma pessoa super dedicado ao projeto. É um homem sério, responsável, correto. Eu acho que essas coisas são naturais num processo que está iniciando", minimizou o ministro, segundo informou o jornal Correio Braziliense.

A declaração de Onyx contrasta com o tom da postagem do vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC), filho do presidente, que disse em uma mensagens nas redes que Bebianno mentiu ao dizer que falou com o pai. O próprio Jair Bolsonaro retuitou a mensagem do filho, confirmando que Bebbiano mentiu.

Em entrevista ao jornal O Globo, Bebianno negou ser motivo de instabilidade no governo após a repercussão de reportagens que o apontam como responsável pela liberação R$ 250 mil de verba pública para a campanha de uma ex-assessora, que repassou parte do dinheiro para uma gráfica registrada em endereço de fachada. A gráfica teria sido a mesma usada pela candidata Maria de Lourdes Paixão, que diz ter repassado R$ 380 mil à empresa.

"Falei três vezes com o presidente", disse Bebianno. Pelo Twitter, Carlos Bolsonaro desmentiu: "É uma mentira absoluta de Gustavo Bebbiano que ontem teria falado 3 vezes com Jair Bolsonaro para tratar do assunto citado pelo Globo e retransmitido pelo Antagonista", disse.

O ministro-chefe da Casa Civil ainda comparou a situação com um time futebol. "Nem sempre o lateral se acerta bem com o ponteiro. As vezes o cara da meia cancha demora para ligar com o atacante. O atacante está sempre em impedimento", disse. "Tem que ajustar as coisas. Isso vai se ajustar. Não tem nenhum problema. Ninguém vai criar uma onda onde não tem razão para ter", completou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247