Oposição na Câmara vai à PGR contra reforma da Previdência

Partidos de oposição e movimentos sociais apresentarão na próxima semana junto à Procuradoria Geral da República, de Rodrigo Janot, um pedido de suspensão da campanha do governo Temer a favor da reforma da previdência, que já teve que sair do ar por decisão da Justiça

Partidos de oposição e movimentos sociais apresentarão na próxima semana junto à Procuradoria Geral da República, de Rodrigo Janot, um pedido de suspensão da campanha do governo Temer a favor da reforma da previdência, que já teve que sair do ar por decisão da Justiça
Partidos de oposição e movimentos sociais apresentarão na próxima semana junto à Procuradoria Geral da República, de Rodrigo Janot, um pedido de suspensão da campanha do governo Temer a favor da reforma da previdência, que já teve que sair do ar por decisão da Justiça (Foto: Gisele Federicce)

247 – Na próxima semana, a campanha do governo Michel Temer pela reforma da Previdência sofrerá mais um revés.

Partidos de oposição na Câmara, entre eles PT, PDT e PCdoB, junto com movimentos sociais vão apresentar junto à Procuradoria Geral da República, comandada por Rodrigo Janot, um pedido de suspensão da campanha.

Nesta quarta-feira 15, quando cerca de 1 milhão de brasileiros saiu às ruas em protesto contra a reforma, a Justiça Federal de Porto Alegre suspendeu a veiculação de todas as peças da campanha.

A juíza Marciane Bonzanini atendeu a uma ação de diversos sindicatos de servidores e disse que as peças, financiadas com dinheiro público, ferem os princípios democráticos.

"Pois traz consigo a mensagem à população de que a proposta de reforma da previdência não pode ser rejeitada e de que nenhuma modificação ou aperfeiçoamento possa ser feito no âmbito do Poder Legislativo, cabendo apenas o chancelamento das medidas apresentadas", argumentou (leia mais).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247