Oposição pede que Senado rejeite medida provisória que muda critério para eleição de reitores

A oposição quer que o Senado rejeite a Medida Provisória 914, editada por Jair Bolsonaro, uma medida que tem caráter autoritário pois afronta a autonomia universitária e a democracia nas instituições de ensino superior. Nesta segunda-feira, o PT apresentou requerimento para que se restitua o equilíbrio e a participação de toda a comunidade universitária na escolha dos reitores

Jair Bolsonaro e Abraham Weintraub
Jair Bolsonaro e Abraham Weintraub (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A bancada do PT no Senado apresentou, nesta segunda-feira (30), requerimento para que o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), rejeite a medida provisória que altera a seleção de reitores de universidades federais. 

As forças democráticas entendem que não há emergência que justifique a mudança. 

Além disso, a norma desrespeita a autonomia constitucional das instituições federais de ensino superior e abre brecha para que só sejam selecionados os partidários do governo Bolsonaro.   

A medida, publicada na véspera do Natal, dá prevalência aos professores na escolha de reitores, com peso de 70% na eleição. 

Hoje, boa parte das universidades concede pesos iguais a docentes, alunos e funcionários.  

Segundo aliados do ministro da Educação Abraham Weintraub, o objetivo é minar a influência de sindicatos e partidos progressistas, mais próximos de servidores e alunos, informa a coluna Painel da Folha de S.Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247