Oposição reúne assinaturas suficientes para convocar CPI do MEC no Senado

Requerimento deve ser protocolado nesta terça-feira

www.brasil247.com - Plenário do Senado em Brasília
Plenário do Senado em Brasília (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)


247 - A oposição conseguiu a assinaturas de 28 senadores, uma a mais do necessário para convocar a CPI do MEC. Ao menos mais dois nomes podem se juntar aos que querem apurar o tráfico de influência praticado no MEC sob a gestão do ex-ministro Milton Ribeiro.  

A Folha de S.Paulo apurou que os senadores da oposição querem ter força suficiente para pressionar o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), a não impedir a instalação da CPI.

Para muitos senadores, as evidências de que houve interferência de Jair Bolsonaro nas investigações sobre o tráfico de influência no MEC aumentam essa pressão sobre o presidente do Senado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A possibilidade de instalação de uma CPI do MEC ganhou força após a prisão, na última quarta-feira (22), do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, suspeito de atos de corrupção e tráfico de influência na liberação de verbas da pasta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pacheco vê com ressalvas a instalação de uma comissão sobre o tema. Ele afirmou considerar que a proximidade do período eleitoral "prejudica o escopo de uma CPI".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email