Palocci assina acordo de delação premiada

Embora ainda não homologado pela justiça, o acordo de delação premiada do ex-ministro e ex-consultor Antonio Palocci já foi assinado; preso desde setembro de 2016, Palocci detém informações importantes, inclusive sobre a Grupo Globo; isso pode explicar porque o ex-ministro não conseguiu fechar um acordo com o ministério público e sim diretamente com a polícia federal

Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil em governos recentes do Partido dos Trabalhadores, chega a Curitiba 26/09/2016 REUTERS/Rodolfo Buhrer
Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil em governos recentes do Partido dos Trabalhadores, chega a Curitiba 26/09/2016 REUTERS/Rodolfo Buhrer (Foto: Gustavo Conde)

247 - Embora ainda não homologado pela justiça, o acordo de delação premiada do ex-ministro e ex-consultor Antonio Palocci já foi assinado. Preso desde setembro de 2016, Palocci detém informações importantes, inclusive sobre a Grupo Globo. Isso pode explicar porque o ex-ministro não conseguiu fechar um acordo com o ministério público e sim diretamente com a polícia federal.

As informações do ex-ministro extrapolam as confissões meramente do mundo político. Palocci já deixou claro em depoimentos que sabe de negociações pouco republicanas entre grupos de mídia e empreiteiras e sobre o submundo de Brasília herdado, em parte, das gestões tucanas. 

Leia mais aqui.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247