"Pandemia ainda mata 1.500 pessoas por dia no Brasil", lembra Nicolelis

Cientista critica a presença de público em jogos de futebol e volta à normalidade

Miguel Nicolelis
Miguel Nicolelis (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "Vergonhosa a presença de público num jogo de futebol em Brasília numa pandemia que ainda mata 1500  pessoas por dia. E ainda sendo celebrada por narrador que lamenta as perdas financeiras do seu time do coração durante a pandemia. Que tipo de país e sociedade nos transformamos?", questionou o cientista Miguel Nicolelis, em suas redes sociais. Saiba mais:

(Reuters) - O Brasil registrou nesta quarta-feira 1.424 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 545.604, informou o Ministério da Saúde.

Também foram contabilizados 54.517 novos casos de coronavírus, com o total de infecções no país avançando para 19.473.954, acrescentou a pasta.

PUBLICIDADE

O Brasil é o segundo país com maior número de óbitos pela doença, atrás somente dos Estados Unidos, e o terceiro em contagem de casos, abaixo de EUA e Índia.

O país, no entanto, tem registrado redução nos números da pandemia nas últimas semanas, à medida que avança em sua campanha de vacinação contra a Covid-19.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email