Parece briga de rua, precisa acalmar, diz Mourão sobre Maia e Bolsonaro

Após a críticas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), à falta de articulação política do presidente Jair Bolsonaro, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou que o momento é de "colocar a bola no chão", ter calma e conversar para não prejudicar a reforma da Previdência e outros temas importantes para o país; "Parece briga de rua. Precisa acalmar as bases", disse

Parece briga de rua, precisa acalmar, diz Mourão sobre Maia e Bolsonaro
Parece briga de rua, precisa acalmar, diz Mourão sobre Maia e Bolsonaro (Foto: Paulo Whitaker - Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após a críticas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), à falta de articulação política do presidente Jair Bolsonaro, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou ao Blog de Andréia Sadi que o momento é de "colocar a bola no chão", ter calma e conversar para não prejudicar a reforma da Previdência e outros temas importantes para o país.

"Parece briga de rua. Precisa acalmar as bases. O momento é de clareza, paciência e determinação", disse Mourão em referência a Maia e a Bolsonaro.

Questionado se vai procurar o presidente da Câmara, ele disse que "não quer atravessar o presidente", mas que está "à disposição" para ajudar.

Em entrevista às jornalistas Vera Rosa, Naira Trindade e Renata Agostini, publicada no sábado (23) pelo jornal O Estado de S.Paulo, Maia disse que "o Brasil precisa sair do Twitter e ir para a vida real".

"Ninguém consegue emprego, vaga na escola, creche, hospital por causa do Twitter. Precisamos que o País volte a ter projeto. Qual é o projeto do governo Bolsonaro, fora a Previdência? Fora o projeto do ministro (Sérgio) Moro? Não se sabe. Qual é o projeto de um partido de direita para acabar com a extrema pobreza? Criticaram tanto o Bolsa Família e não propuseram nada até agora no lugar. Criticaram tanto a evasão escolar de jovens e agora a gente não sabe o que o governo pensa para os jovens e para as crianças de zero a três anos. O governo é um deserto de ideias", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email