Parecerista do golpe, Janaina Paschoal defende renúncia de Temer

Responsável pelo parecer das "pedaladas fiscais", comprado pelo PSDB para embasar o golpe parlamentar de 2016, a advogada Janaina Paschoal agora defende a renúncia de Michel Temer e também critica os tucanos FHC e Aécio Neves

Brasília - Janaína Paschoal, um dos autores do pedido de afastamento da presidenta Dilma Rousseff, na Comissão Especial do Impeachment no Senado (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília - Janaína Paschoal, um dos autores do pedido de afastamento da presidenta Dilma Rousseff, na Comissão Especial do Impeachment no Senado (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Responsável pelo parecer das "pedaladas fiscais", comprado pelo PSDB para embasar o golpe parlamentar de 2016, a advogada Janaina Paschoal agora defende a renúncia de Michel Temer e também critica os tucanos FHC e Aécio Neves, em entrevista a Anna Virginia Balloussier.

"A renúncia é menos dolorida", diz ela, que afirma que não assinará pedido de impeachment de Temer porque a OAB já o fez. "Com relação a Temer, a OAB já tomou a dianteira, e eu apoiei. Não precisa que eu assine."

Janaina também criticou os tucanos FHC e Aécio Neves. "Sou contra qualquer ideia de colocar FHC. Ele sempre defendeu Lula e Dilma. Nunca apoiou o impeachment", afirma. "Acho que falei com o senador Aécio três vezes na vida. Não tinha nenhuma proximidade com ele. Votei nele apenas no segundo turno em 2014. No primeiro, votei em Marina. Sempre tive muito carinho por Tancredo, pois ele representava o sonho da democratização. O que quis dizer foi que eu amo o Brasil, e os petistas amam o PT."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247