Partido Novo perde um terço dos filiados em dois anos

Legenda que nasceu com a campanha da criminalização da política perdeu 16,1 mil filiados em apenas dois anos

www.brasil247.com - João Amoêdo, fundador do Novo
João Amoêdo, fundador do Novo (Foto: Agencia Brasil-EBC)


247 - Legenda criada em 2011, em meio à campanha de criminalização da política e surfando no lavajatismo, o partido Novo perdeu um terço de seus eleitores filiados nos últimos dois anos.

De acordo com levantamento feito pelo Metrópoles, a sigla, em dezembro de 2019, contava 48,4 mil associados, em uma ascensão paralela à eleição de Jair Bolsonaro (PL). Desde então, perdeu 16,1 mil filiados (-33,2%) e conta hoje com 32,3 mil associados.

Com isso, a legenda é o quinto menor partido do país, na frente apenas de PSTU, PCB, PCO e UP.

No ano passado, o candidato a vice-presidente em 2018 na chapa de João Amoêdo pelo partido Novo, o empresário e professor Christian Lohbauer anunciou em um vídeo nas redes sociais que sairia da legenda, da qual foi um dos fundadores.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247