“Partidos são barreiras à renovação”, diz movimento de Tabata

Criado em meio a uma onda de criminalização da política e sob o discurso de defesa da autodenominada "nova política", o movimento rebateu as declarações do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e do ex-presidenciável, Ciro Gomes

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A repercussão política da desobediência à orientação do partido para votar contra a reforma da Previdência continua eleva a tempuratura da crise interna no PDT e outras legendas.

"Essa situação demonstra como, muitas vezes, os partidos se tornam barreiras à renovação, o que reforça a razão de existir do Acredito: defender evidências, mesmo que isso contrarie velhos dogmas e figurões políticos", escreveu o movimento Acredito, em sua página no Twitter.

Criado em meio a uma onda de criminalização da política e sob o discurso de defesa da autodenominada "nova política", o movimento rebateu as declarações do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e do ex-presidenciável, Ciro Gomes. 

Ciro afirmou neste sábado (13) que considera o movimento Acredito, do qual a deputada Tabata Amaral (SP) integra, é um ‘partido clandestino’ infiltrado nos partidos o que, segundo ele, configura uma burla à legislação eleitoral

O movimento voltou a defender a "indepedência" de seus membros frente aos partidos e diz que as críticas feitas por lideranças da legenda à deputada Tabata, contrariam a um acordo que o PDT teria assinado para garantir a autonomia política das lideranças ligadas ao movimento.

Em resposta às declarações de Ciro, que classificou o movimento como uma "burla eleitoral", o Acredito afirma aceitar apenas doações de pessoas físicas com teto individual.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email