Reação de partidos a arbítrio acelera projeto contra abuso de autoridade

Mais de 10 partidos e a cúpula da Câmara dos Deputados se uniram na quarta-feira (7) na reação à escalada de arbítrio revelada pela decisão de transferir o ex-presidente Lula da carceragem da PF em Curitiba para o presídio de Tremebé, em São Paulo

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  A decisão da juíza Carolina Lebbos de transferir Lula da carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, cassando prerrogativas do ex-presidente, provocou forte reação de partidos políticos e da cúpula da Câmara dos Deputados. 

Mais de 10 partidos e a direção da Casa se uniram na reação à escalada de arbítrio que a decisão da juíza representava. 

A coluna Painel da Folha de S.Paulo informa que deputados diziam que a violação das prerrogativas de um ex-presidente romperia qualquer limite.  

Isto acelera a tramitação do projeto que pune o abuso de autoridade, que deverá ser analisado na próxima semana.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247