Paulo Guedes insiste em criar nova CPMF

O ministro da Economia, Paulo Guedes, continua insistindo na criação da nova CPMF no âmbito da reforma tributária. A ideia do ministro é a volta de um imposto que incida sobre transações financeiras e demais pagamentos, com alíquota de 0,20% ou 0,22%

(Foto: REUTERS/Adriano Machado)

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, continua insistindo na criação da nova CPMF no âmbito da reforma tributária. 

A ideia do ministro é a volta de um imposto similar à CPMF, que incida sobre transações financeiras e demais pagamentos.  

Guedes está empenhado na articulação política junto ao Palácio do Planalto, para dar argumentos convincentes a Bolsonaro, que durante a campanha eleitoral fez discursos demagógicos contra o imposto .   

De acordo com o site BR Político, a sigla com que se designará o imposto poderá ser CP ou CSTP.   

O argumento de Guedes para convencer Bolsonaro é que os impostos sobre folha têm cobrança muito direta e garantida. 

Os cálculos da equipe econômica são de que esse imposto seria capaz de arrecadar mais de R$ 100 bilhões ao ano, de maneira fácil e rápida. A alíquota poderá ser de 0,20% ou 0,22%.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247