PCC cria núcleo para administrar imóveis e abrigar familiares de presos

O PCC (Primeiro Comando da Capital) tem uma divisão responsável por providenciar locais nas cinco cidades do país com presídios federais para que familiares de integrantes da facção sejam bem recebidos. De acordo com a PF, o grupo também apoia integrantes presos com dinheiro, ajuda com advogado e transporte de familiares para visita

PCC ensina a fabricar bombas
PCC ensina a fabricar bombas (Foto: Reprodução)

247 - O PCC (Primeiro Comando da Capital) tem uma divisão responsável por providenciar locais nas cinco cidades do país com presídios federais para que familiares de integrantes da facção sejam bem recebidos. De acordo com a PF, o grupo também apoia integrantes presos com dinheiro, ajuda com advogado e transporte de familiares para visita. É o que aponta uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo

A Polícia Federal expediu nesta semana 30 alvos de mandados de prisão. Entre os alvos, estão duas pessoas apontadas pela investigação como líderes do segmento "resumo das trancas federais".

Em junho deste ano, a PF cumpriu mandados de busca e apreensão em seis casas que teriam sido alugadas pelo PCC em Campo Grande (MS), cidade de um dos presídios federais. 

O aluguel de um das casas em que a PF esteve custava por volta de R$ 5.000 por mês. O imóvel tinha piscina e seis quartos, podendo receber até 20 hóspedes de uma só vez.

De acordo com o pesquisador do NEV-USP (Núcleo de Estudos da Violência da USP) e jornalista Bruno Paes Manso, a criação do setor é uma novidade. "Nunca havia aparecido nem nos processos do PCC, nem nos organogramas", disse.

Os cinco presídios federais, que abrigam criminosos considerados como de alta periculosidade. Estão em Catanduvas (PR), Porto Velho (RO), Campo Grande (MS), Mossoró (RN) e Brasília.





Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247