Pezão recebeu mesada de R$ 150 mil

 Em sua delação, Carlos Miranda acusou Pezão de receber mesadas de R$ 150 mil entre os anos de 2007 e 2014. Na época, Pezão era vice-governador de Sérgio Cabral, preso há mais de um ano pela Lava Jato do Rio. O esquema de pagamento a Pezão incluiu bônus de R$ 1 milhão em 2013. O primeiro "adicional", segundo Miranda, foi repassado a Pezão em quatro parcelas no escritório do lobista Paulo Fernando de Magalhães Pinto, em Ipanema

Pezão recebeu mesada de R$ 150 mil
Pezão recebeu mesada de R$ 150 mil (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

247 - Em sua delação, Carlos Miranda acusou Pezão de receber mesadas de R$ 150 mil entre os anos de 2007 e 2014. Na época, Pezão era vice-governador de Sérgio Cabral, preso há mais de um ano pela Lava Jato do Rio. O esquema de pagamento a Pezão incluiu bônus de R$ 1 milhão em 2013. O primeiro "adicional", segundo Miranda, foi repassado a Pezão em quatro parcelas no escritório do lobista Paulo Fernando de Magalhães Pinto, em Ipanema. 

O site Antagonista informa que "o segundo prêmio é referente a Construtora JRO."

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247