PF cumpre mandados no Piauí em operação sobre funcionários fantasmas do governo Witzel

PF cumpre 12 mandados de busca e apreensão no Piauí para apurar a contratação de funcionários fantasmas envolvendo o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Ele foi afastado do cargo nesta sexta-feira (28) em função de denúncias de corrupção na área de saúde

Wilson Witzel
Wilson Witzel (Foto: GOVRJ)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Federal está cumprindo 12 mandados de busca e apreensão no Piauí no âmbito da operação deflagrada nesta sexta-feira (28) para investigar desvios na área de saúde do Rio de Janeiro. 

O objetivo da ação, segundo reportagem do jornal O Globo, é coletar provas para uma segunda linha de investigação envolvendo a contratação de funcionários fantasmas envolvendo o governador fluminense, Wilson Witzel. Ele foi afastado do cargo nesta sexta por uma determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ) . 

Os mandados, pedidos pela Procuradoria-Geral da República (PGR), foram autorizados pelo ministro do STJ Jorge Mussi, que é relator do inquérito contra Witzel. De acordo com a PGR, parentes e pessoas ligadas ao advogado Valter Alencar, que em 2019 foi nomeado assessor especial de Witzel, teriam sido indicadas para cargos públicos embora mantivessem as atividades no Piauí. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email