PF cumpre mandados no Piauí em operação sobre funcionários fantasmas do governo Witzel

PF cumpre 12 mandados de busca e apreensão no Piauí para apurar a contratação de funcionários fantasmas envolvendo o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Ele foi afastado do cargo nesta sexta-feira (28) em função de denúncias de corrupção na área de saúde

Wilson Witzel
Wilson Witzel (Foto: GOVRJ)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Federal está cumprindo 12 mandados de busca e apreensão no Piauí no âmbito da operação deflagrada nesta sexta-feira (28) para investigar desvios na área de saúde do Rio de Janeiro. 

O objetivo da ação, segundo reportagem do jornal O Globo, é coletar provas para uma segunda linha de investigação envolvendo a contratação de funcionários fantasmas envolvendo o governador fluminense, Wilson Witzel. Ele foi afastado do cargo nesta sexta por uma determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ) . 

Os mandados, pedidos pela Procuradoria-Geral da República (PGR), foram autorizados pelo ministro do STJ Jorge Mussi, que é relator do inquérito contra Witzel. De acordo com a PGR, parentes e pessoas ligadas ao advogado Valter Alencar, que em 2019 foi nomeado assessor especial de Witzel, teriam sido indicadas para cargos públicos embora mantivessem as atividades no Piauí. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247