PF faz operação contra quadrilha que falsificava cédulas e vendia até em redes sociais

A Polícia Federal deflagrou a operação Pirita, contra falsificação de dinheiro no estado do Rio Grande do Sul. Foram apreendidas 28 mil cédulas falsas, cujo montante somava R$ 2 milhões

Dívida Pública Federal sobe 1% e chega a R$ 3,75 trilhões em junho
Dívida Pública Federal sobe 1% e chega a R$ 3,75 trilhões em junho
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta-feira (29) uma operação batizada de Pirita, contra falsificação de dinheiro no estado do Rio Grande do Sul, que apreendeu mais de 28 mil cédulas falsas de R$ 20, R$ 50 e R$ 100, cujo montante somava R$ 2 milhões. A organização criminosa produziu, nos últimos quatro anos, milhares de unidades, vendidas até mesmo por meio das redes sociais. A reportagem é do jornal O Globo.

Os agentes federais cumprem 6 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Cruz Alta, Canela, Torres e Três Coroas, acrescenta a reportagem. Foram apreendidos papéis, impressoras, tintas e equipamento gráfico, utilizados para simular os itens de segurança das cédulas verdadeiras, de acordo com a própria Polícia Federal.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247