PF faz operação em Roraima e ex-senador Romero Jucá é um dos alvos

Esquema investigado pode ter movimentado mais de R$ 15 milhões por meio de convênios celebrados pelo governo federal junto a vários municípios de Roraima

www.brasil247.com - Romero Jucá e Polícia Federal
Romero Jucá e Polícia Federal (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado | Reuters)


247 - A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (23) uma operação para apurar suspeitas de corrupção e fraudes em um esquema que pode ter movimentado mais de R$ 15 milhões por meio de convênios - que somam mais de R$ 500 milhões - celebrados pelo governo federal junto a vários municípios de Roraima. O ex-senador Romero Jucá (MDB-RR) é um dos alvos da ação.

De acordo com a GloboNews, estão sendo cumpridos 22 mandados de busca e apreensão nos estados de Roraima e São Paulo, além do Distrito Federal, expedidos pela 4ª Vara Federal Criminal da Justiça Federal em Roraima.

Ainda segundo a reportagem, as investigações giram em torno de convênios feitos pela Calha Norte, que tem por objetivo fomentar o desenvolvimento da região Norte. O inquérito foi aberto após o Tribunal de Contas da União (TCU) identificar possíveis irregularidades nos convênios celebrados entre os anos de 2012 e 2017. 

A PF suspeita do envolvimento de ao menos três empresas de engenharia que pagariam propinas em contratos que seriam distribuídas ao ex-senador Romero Jucá e a outros servidores públicos. Ainda segundo a reportagem, a PF chegou a solicitar uma prisão, mas o pedido foi negado pela Justiça. 

Os envolvidos no esquema podem responder pelos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247