PF intima Dirceu para depor sobre seu filho e sobre Aécio no STF

Delegado quer ouvir ex-ministro da Casa Civil, condenado a 31 anos de prisãoem dois inquéritos em curso no Supremo, um deles sobre supostas irregularidades em Furnas

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu após assinar na Vara de Execuções Penais do Distrito Federal o termo que autoriza a cumprir prisão no regime aberto (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu após assinar na Vara de Execuções Penais do Distrito Federal o termo que autoriza a cumprir prisão no regime aberto (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Giuliana Miranda)

247 - O delegado de Polícia Federal Álex Rezende pediu autorização à Justiça Federal, no Paraná, para que o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula) preste depoimentos em dois inquéritos em curso no Supremo Tribunal Federal (STF). Dirceu está preso desde agosto de 2015 na Operação Lava Jato.

As informações são de reportagem de Julia Affonso, Ricardo Brandt e Fausto Macedo no Estado de S.Paulo.

"Um dos inquéritos, instaurado no fim do ano passado, investiga o deputado Zeca Dirceu (PT), filho do ex-ministro. O procedimento está em segredo de Justiça.

O outro inquérito tem como investigado o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e supostas vantagens indevidas em Furnas. A relatoria é do ministro Gilmar Mendes.

A investigação é um dos desdobramentos da Lava Jato e foi aberta a partir da delação do ex-senador Delcídio do Amaral (ex-PT/MS). O inquérito apura suposta corrupção e lavagem de dinheiro de Aécio.

Em ofício à 12.ª Vara Federal, de Curitiba, o delegado apontou ‘a necessidade da colheita de declarações de José Dirceu de Oliveira Silva’ em duas investigações. Álex Rezende sugeriu que o depoimento seja colhido em 18 de abril, a partir das 14hs, na Superintendência da Polícia Federal, no Paraná."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247