PF prende 5 em operação contra sites ilegais de filmes

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira 13 uma operação para desarticular organização que disponibilizava filmes na internet sem pagamento de direitos autorais. Cinco pessoas foram presas e um homem está foragido. Esta é a segunda fase da Operação Barba Negra

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira 13 uma operação para desarticular organização que disponibilizava filmes na internet sem pagamento de direitos autorais. Cinco pessoas foram presas e um homem está foragido. Esta é a segunda fase da Operação Barba Negra
A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira 13 uma operação para desarticular organização que disponibilizava filmes na internet sem pagamento de direitos autorais. Cinco pessoas foram presas e um homem está foragido. Esta é a segunda fase da Operação Barba Negra (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (13) uma operação para desarticular organização que disponibilizava filmes na internet sem pagamento de direitos autorais. Cinco pessoas foram presas e um homem está foragido.

Esta é a segunda fase da Operação Barba Negra. Foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal de Sorocaba, em São Paulo, Minas Gerais, Paraíba e Pernambuco.

Com a ajuda da Interpol, os sites Armagedomfilmes.biz, Filmesonlinegratis.net e Megafilmeshd20.org foram retirados do ar. Juntos, eles disponibilizavam 11 mil títulos em streaming, ou seja, para assistir online.

PUBLICIDADE

Os três sites recebiam 768 milhões de visitas por ano, com acessos partindo do Brasil, Portugal, Japão e outros países. Segundo a PF, os sites conseguiam receita com propaganda "comparável a grandes portais legítimos".

Os investigados responderão por crimes de constituição de organização criminosa, com pena de três a oito anos e multa, e de violação de direitos autorais, com pena de dois a quatro anos e multa.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email