PF vai investigar suposta ameaça de ataque terrorista à posse de Bolsonaro

A PF vai investigar uma suposta ameaça de um atentado terrorista marcado para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro; grupo autointitulado "Maldição Ancestral" diz que "se a facada não foi suficiente para matar Bolsonaro, talvez ele venha a ter mais surpresas em algum outro momento, já que não somos os únicos a querer a sua cabeça"; "Dia 01 de Janeiro de 2019 haverá aqui em Brasília a posse presidencial, e estamos em Brasília e temos armas e mais explosivos estocados...", completa o texto

www.brasil247.com - PF vai investigar suposta ameaça de ataque terrorista à posse de Bolsonaro
PF vai investigar suposta ameaça de ataque terrorista à posse de Bolsonaro (Foto: Fotos: Reuters)


247 - A Polícia Federal vai abrir inquérito para investigar uma suposta ameaça de um atentado terrorista marcado para acontecer no dia 1 de janeiro, data da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro. A autoria da ameaça é atribuída a um grupo autointitulado "Maldição Ancestral", que reivindica ter colocado uma bomba encontrada na noite de Natal em uma igreja de Brazlândia, na região administrativa do Distrito Federal,  e que foi desarmada pela Polícia Militar.

Segundo os investigadores, no site de grupo existe uma ameaça direta contra Bolsonaro. "Se a facada não foi suficiente para matar Bolsonaro, talvez ele venha a ter mais surpresas em algum outro momento, já que não somos os únicos a querer a sua cabeça", diz o grupo em um trecho do texto.

"Dia 01 de Janeiro de 2019 haverá aqui em Brasília a posse presidencial, e estamos em Brasília e temos armas e mais explosivos estocados...", completa o texto. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, fontes da PF teriam dito que o esquema de segurança para o dia da posse não devera sofrer alterações por conta da ameaça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email