PGR pede à Polícia Federal gravações de Calero

A Procuradoria-Geral da República, comandada por Rodrigo Janot, solicitou à Polícia Federal as gravações que o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero fez de conversas suas com o presidente Michel Temer, o ministro Eliseu Padilha e o ex-minsitro Geddel Vieira Lima; PGR analisará os áudios para ver se pede autorização ao STF para investigar Temer e Padilha, que têm foro privilegiado

A Procuradoria-Geral da República, comandada por Rodrigo Janot, solicitou à Polícia Federal as gravações que o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero fez de conversas suas com o presidente Michel Temer, o ministro Eliseu Padilha e o ex-minsitro Geddel Vieira Lima; PGR analisará os áudios para ver se pede autorização ao STF para investigar Temer e Padilha, que têm foro privilegiado
A Procuradoria-Geral da República, comandada por Rodrigo Janot, solicitou à Polícia Federal as gravações que o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero fez de conversas suas com o presidente Michel Temer, o ministro Eliseu Padilha e o ex-minsitro Geddel Vieira Lima; PGR analisará os áudios para ver se pede autorização ao STF para investigar Temer e Padilha, que têm foro privilegiado (Foto: Gisele Federicce)

247 – A Procuradoria-Geral da República, comandada por Rodrigo Janot, solicitou à Polícia Federal as gravações que o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero fez de conversas suas com Michel Temer, o ministro Eliseu Padilha e o ex-minsitro Geddel Vieira Lima.

Calero diz ter feito as gravações por telefone, mas em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, na noite deste domingo 27, ele não confirmou quem foram os interlocutores gravados, segundo ele, para não atrapalhar as investigações. A PGR analisará os áudios para ver se pede autorização ao STF para investigar Temer e Padilha, que têm foro privilegiado.

A PF já pediu ao Supremo autorização para abrir inquérito sobre o caso. Calero pediu demissão do ministério da Cultura e acusou Geddel de pressioná-lo para atuar junto ao Iphan nacional para liberar uma obra embargada em Salvador onde o então ministro tem um imóvel. Calero foi relatar o caso a Temer, quem também o teria "enquadrado", e disse que a política "tem dessas coisas".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247