PGR propõe que Daniel Silveira use tornozeleira eletrônica

Na denúncia apresentada ao STF, a PGR também defende que o deputado bolsonarista fique longe da sede do STF e tenha circulação restrita a endereços indicados pela Justiça

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - A Procuradoria Geral da República (PGR) quer que, se tiver a prisão revogada, o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) seja monitorado por tornozeleira eletrônica. A proposta, chamada juridicamente de cota, foi encaminhada nesta quarta-feira (17) ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Assinado pelo vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, o documento ainda pede que Silveira mantenha distância das instalações do Supremo e tenha sua circulação restrita a endereços indicados pela Justiça, como sua casa e seu local de trabalho.

O parlamentar bolsonarista foi preso por ordem do ministro Alexandre de Moraes por ter publicado um vídeo em que faz ataques e acusações aos ministros do STF e apologia ao AI-5. Para Medeiros, tais ameaças justificam o pedido de que ele fique longe do prédio do Supremo.

Continue lendo na Fórum

 Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email