PML: enquanto Lula não tiver direitos políticos, não haverá democracia no Brasil

“O habeas corpus do ex-presidente Lula é um ponto de passagem para redemocratização no país, enquanto não ultrapassarmos esse ponto, a democracia estará em suspenso”, defendeu o jornalista Paulo Moreira Leite no Bom Dia da TV 247. Assista

Paulo Moreira Leite, Sérgio Moro e Lula
Paulo Moreira Leite, Sérgio Moro e Lula (Foto: Felipe L. Gonçalves/247 | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Paulo Moreira Leite, em participação no programa Bom Dia 247 desta terça-feira (28), considerou que a liberdade do ex-presidente Lula e o retorno da democracia no país são questões que estão intimamente ligadas. Na visão dele, “com o Lula solto e livre é que teremos o direito de contestar Jair Bolsonaro”.

Cabe à Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julgar o habeas corpus do ex-presidente e garantir a anulação da condenação arbitrária expedida pelo ex-juiz Sergio Moro, no âmbito da operação Lava Jato. No entanto, o jornalista não é otimista com um posicionamento favorável da Corte. “Eu não vejo nossos ministros togados tomando uma decisão desta proporção, decisão que a história exige. Espero estar errado”, disse. 

O julgamento da suspeição do ex-juiz Sérgio Moro na condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo do triplex em Guarujá (SP) deve ser analisado na Segunda Turma da Corte apenas em sessões presenciais, decidiu o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes.  A pretensão do ministro leva a crer que o julgamento só deve acontecer após a pandemia do coronavírus.

Com isso, o cenário é de um julgamento apenas em setembro ou ainda mais para frente. Em novembro, o decano da Corte, ministro Celso de Mello, irá aposentar-se e é dele o voto considedaro decisivo no caso

Em sua análise, Paulo Moreira Leite enfatizou que o campo progressista precisa dar prioridade como bandeira de luta a liberdade política do ex-presidente. “O lado da democracia precisa defender o habeas corpus de Lula e a revogação de sua condenação”. 

Moreira também disse que “a elite brasileira sabe muito bem o risco que corre se Lula recuperar seus direitos políticos”, apesar de estar explícito no campo do direito que “não há argumentos para manter tal condenação”. 

Inscreva-se na TV 247 e confira:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247