PML: estamos colocando a juventude num matadouro

O governo Bolsonaro acabará com o direito a férias, ao 13º salário e ao FGTS para os jovens que ingressarem no mercado de trabalho; na visão do jornalista Paulo Moreira Leite, ao se dirigir especificamente aos jovens, o governo deixa claro "qual projeto quer de País"; "Ignorar a CLT é criar um regime que é muito próximo a escravidão, pois não tem garantia ou proteção alguma. Estamos colocando a juventude num matadouro", lamenta o jornalista  

PML: estamos colocando a juventude num matadouro
PML: estamos colocando a juventude num matadouro

247 - O programa Boa Noite 247 desta sexta-feira destacou o delicado estado de saúde de Bolsonaro, que agora encontra-se com pneumonia, a proposta do governo em retirar direitos trabalhistas da juventude, além da fala de Ciro Gomes, durante a Bienal da UNE, que gerou um mal estar no local por ofender o ex-presidente Lula. 

O governo Jair Bolsonaro pretende acabar com alguns dos mais importantes direitos trabalhistas, atingindo diretamente os trabalhadores e trabalhadoras jovens. O governo acabará com o direito a férias, ao 13º salário e ao FGTS para os jovens que ingressarem no mercado de trabalho. A ideia de Paulo Guedes e sua equipe é usar a reforma trabalhista aprovada no governo Temer como base legal para a supressão dos direitos. Como esses direitos são considerados cláusula pétrea, eles não podem ser suprimidos de uma penada. O governo Bolsonaro pretende que as empresas forcem os próprios trabalhadores jovens a fazerem a opção, abrindo mão de todos eles, ficando, assim, de fora da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Na visão do jornalista Paulo Moreira Leite, ao se dirigir especificamente à juventude, o governo deixa claro "qual projeto quer de País". "Bolsonaro quer nossos jovens na miséria, atendendo apenas aqueles privilegiados", aponta. 

"Ignorar a CLT é criar um regime que é muito próximo a escravidão, pois não tem garantia ou proteção alguma. Estamos colocando a juventude num matadouro", completa. 

O jornalista Alex Solnik diz que todas as propostas de do Ministro da Economia, Paulo Guedes, joga contra o desenvolvimento do País.  "Vai acabar com a previdência, com sindicato, isso ai é muito ruim para o Brasil", condena. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa  

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247