Pochmann: Bolsonaro é continuidade agravada do governo Temer

"Manifestação de Bolsonaro e equipe aponta continuidade agravada do governo Temer. Na economia prevalece a presunção de permanência da atual equipe econômica. Só falta trocar Guedes por Meirelles e oferecer embaixada para Temer. Contradição: maioria rejeita Temer e vota Bolsonaro", afirmou o economista Márcio Pochmann

Pochmann: Bolsonaro é continuidade agravada do governo Temer
Pochmann: Bolsonaro é continuidade agravada do governo Temer (Foto: Marcelo Casal Jr. - ABR)

247 - O economista Márcio Pochmann alertou para a continuidade da agenda de Michel Temer com uma eventual eleição do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). Marcado pela estagnaçaõ econômica e por retrocessos sociais, o governo do emedebista é o mais rejeitado desde a redemocratização.

"Manifestação de Bolsonaro e equipe aponta continuidade agravada do governo Temer. Na economia prevalece a presunção de permanência da atual equipe econômica. Só falta trocar Guedes por Meirelles e oferecer embaixada para Temer. Contradição: maioria rejeita Temer e vota Bolsonaro", escreveu o estudioso no Twitter.

Os ministros do governo Michel Temer aumentaram as tentativas de aproximação com Bolsonaro nas últimas semanas. Os donos das pastas da cultura, Sérgio Sá Leitão, e do Turismo, Vinícius Lummertz, utilizaram seus perfis nas redes sociais para apoiar o candidato. Os dois têm apoio da bancada do MDB, partido ao qual Lummertz é filiado. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247