Pochmann lamenta: o Brasil que emerge das urnas aponta para a pauta de ricos e brancos

"Balanço eleitoral: a vitória de Bolsonaro contou com 75% dos votos obtidos em cidades cuja padrão de rendimento é elevado ou intermediário para escala brasileira e em 85% dos municípios de maioria branca. O Brasil que emerge das urnas aponta para a pauta de ricos e brancos", afirmou o economista

Pochmann lamenta: o Brasil que emerge das urnas aponta para a pauta de ricos e brancos
Pochmann lamenta: o Brasil que emerge das urnas aponta para a pauta de ricos e brancos (Foto: Marcelo Casal Jr. - Agência Brasil)

247 - O economista Márcio Pochmann fez um alerta sobre o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, que já demonstrou desprezo por minorias.

"Balanço eleitoral: a vitória de Bolsonaro contou com 75% dos votos obtidos em cidades cuja padrão de rendimento é elevado ou intermediário para escala brasileira e em 85% dos municípios de maioria branca. O Brasil que emerge das urnas aponta para a pauta de ricos e brancos", escreveu o estudioso no Twitter.

Em palestra no Clube Hebraica (RJ), em abril do ano passado, Bolsonaro afirmou que, se for eleito, pretende acabar com todas as reservas de terra de indígenas e quilombolas (descendentes de escravos que vivem em quilombos). "Eu fui num quilombo. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada. Eu acho que nem para procriador ele serve mais. Mais de R$ 1 bilhão por ano é gasto com eles", discursou.

"Se eu chegar lá (na Presidência), não vai ter dinheiro pra ONG. Esses vagabundos vão ter que trabalhar. Pode ter certeza que se eu chegar lá, no que depender de mim, todo mundo terá uma arma de fogo em casa, não vai ter um centímetro demarcado para reserva indígena ou para quilombola", disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247