Podemos, da Europa, defende direito de Lula ser candidato

De acordo com um dos principais partidos progressistas da Europa, o espanhol Podemos, é cada vez mais evidente que o objetivo do procedimento judicial contra o ex-presidente "não é a luta legítima e essencial dos poderes públicos contra a corrupção, mas sim a prevenção da candidatura à presidência de Lula, a quem todas as pesquisas apontam como vencedor"

Podemos, da Europa, defende direito de Lula ser candidato
Podemos, da Europa, defende direito de Lula ser candidato (Foto: Stuckert)

Por Miguel do Rosário, no Cafezinho - Um dos principais partidos progressistas da Europa, o espanhol Podemos, acaba de divulgar um duro manifesto em defesa do direito de Lula ser candidato. O texto menciona o Comitê de Direitos da ONU, que recentemente determinou que o Brasil restituísse todos os direitos políticos do ex-presidente.

sso mostra que a decisão do Comitê de Direitos Humanos caiu como uma bomba na comunidade internacional, que antes disso já acompanhava, com algum horror, as sistemáticas violações de direitos que ocorrem por aqui.

O golpe no Brasil está custando cada vez mais caro ao país.

No site oficial do Podemos

PODEMOS ANTES DAS ELEIÇÕES NO BRASIL: LULA DA SILVA DEVE SER CANDIDATO

Menos de dois meses antes das eleições no Brasil, o candidato à presidência Lula da Silva permanece injustamente privado de sua liberdade. Os procedimentos realizados para o seu encarceramento - incluindo a recusa de recorrer de habeas corpus, escutas telefónicas ilegais, a aceleração dos prazos em detrimento da sua defesa, ou a proibição sistemática da sua participação em debates e entrevistas com candidatos presidenciais - não apenas violar o respeito ao devido processo e os direitos políticos do candidato à presidência, mas os próprios fundamentos da democracia brasileira. É cada vez mais evidente que o objetivo desse procedimento judicial não é a luta legítima e essencial dos poderes públicos contra a corrupção, mas sim a prevenção da candidatura à presidência de Lula, a quem todas as pesquisas apontam como vencedor.

Isso foi reconhecido pelo Comitê de Direitos Humanos da ONU, que em decisão histórica exigiu na última sexta-feira, 17 de agosto, que Lula participasse da campanha eleitoral antes das eleições de outubro. A decisão do Comité de Direitos Humanos, cuja jurisdição foi aceita voluntariamente pelo Brasil em 2009, juntou-se à declaração de seis exmandatarios europeus, entre os quais José Luis Rodriguez Zapatero e François Hollande, pedindo que "o presidente Lula pode surgir livremente antes do sufrágio do povo brasileiro ". Enquanto isso, cerca de trinta congressistas dos EUA e senador Bernie Sanders enviou uma carta ao embaixador do Brasil em Washington exigindo a libertação de Lula durante a realização de seu processo de apelação. Juristas, advogados do-incluindo mundo Joan Garces Baltasar Garzón ou irregularidades denunciadas no julgamento de Lula em uma carta ao Chefe de Justiça e membros do Tribunal do Brasil Eleitoral. Até mesmo o Papa Francisco enviou uma bênção por escrito ao ex-presidente.

A partir de Podemos, reiteramos nossa preocupação com a grave situação pela qual a democracia brasileira está passando e nossa mais firme condenação das tentativas de roubar do povo brasileiro a capacidade soberana de decidir seu próprio futuro. Por isso, instamos o governo da Espanha a unir-se ao clamor internacional em defesa da democracia brasileira, ecoando a decisão da ONU, e solicitar que Lula possa exercer seu direito de ser candidato nas próximas eleições presidenciais no Brasil, manifestando assim seu compromisso com a democracia e a defesa dos direitos fundamentais em nosso país irmão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247