Wassef se gabava de celular com número exclusivo para Bolsonaro: Planalto preocupado com apreensão pela PF

Advogado Frederick Wassef, dono do imóvel onde Fabrício Queiroz foi preso, se gabava de ter um aparelho exclusivo para falar com a família Bolsonaro. Planalto teme medida judicial que apreenda e coloque o aparelho sob investigação

Frederick Wassef
Frederick Wassef (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A possibilidade de que os telefones celulares do advogado Frederick Wassef acabem indo parar nas mãos dos investigadores tem preocupado Jair Bolsonaro e seus aliados. Wassef é o dono do imóvel onde Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, foi preso, e é considerado muito próximo ao clã. 

Segundo reportagem do blog da jornalista Bela Megale, Wassef se gabava de ter um aparelho exclusivo para falar com a família Bolsonaro e o temor é que alguma medida judicial acabe fazendo com que o celular termine indo parar nas mãos dos investigadores. 

Wassef anunciou na noite deste domingo (21)  que abandonou a defesa do senador Flávio Bolsonaro no escândalo da "rachadinha", escândalo de corrupção que desviava salários de funcionários públicos para pagar despesas pessoais do clã Bolsonaro. "Peço desculpas por qualquer dano que tenha causado ao presidente Jair Bolsonaro e ao senador Flávio Bolsonaro".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247