Prefeito de Manaus não se curva a Mike Pence e critica visita

Tucano Arthur Virgílio não aceitou esperar duas horas para um cerimonial com o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que esteve nesta quarta-feira 27 em Manaus (AM) para visitar um abrigo de refugiados venezuelanos; depois, ele criticou a visita de Pence no Twitter: "respeite a soberania do meu país e o brio do povo amazonense. Não aceito a intervenção militar, nem por brincadeira. Por favor, volte para sua casa"

Tucano Arthur Virgílio não aceitou esperar duas horas para um cerimonial com o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que esteve nesta quarta-feira 27 em Manaus (AM) para visitar um abrigo de refugiados venezuelanos; depois, ele criticou a visita de Pence no Twitter: "respeite a soberania do meu país e o brio do povo amazonense. Não aceito a intervenção militar, nem por brincadeira. Por favor, volte para sua casa"
Tucano Arthur Virgílio não aceitou esperar duas horas para um cerimonial com o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que esteve nesta quarta-feira 27 em Manaus (AM) para visitar um abrigo de refugiados venezuelanos; depois, ele criticou a visita de Pence no Twitter: "respeite a soberania do meu país e o brio do povo amazonense. Não aceito a intervenção militar, nem por brincadeira. Por favor, volte para sua casa" (Foto: Gisele Federicce)

247 - O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), se recusou nesta quarta-feira 26 a participar de um cerimonial com o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que esteve na capital amazonense para visitar um abrigo de refugiados venezuelanos.

De acordo com exigências de protocolo, o tucano precisaria chegar ao aeroporto duas horas antes da previsão de chegada de Pence e não poderia levar sua esposa, apenas Pence a sua. 

"Eu fico desde 9h, ele chega 10h40 para ver como é que nós estamos tratando os venezuelanos. [...] Ele quer ver sozinho e mais: vem com a mulher dele e não quer que eu leve a minha. Eu não perco nada não vendo o vice-presidente Pence. E ele não perde nada não me vendo, então é um zero a zero bacana e está tudo resolvido", declarou Virgílio numa entrevista na terça.

Nesta quarta, ele criticou duramente a visita de Pence no Twitter. "Respeite a soberania do meu país e o brio do povo amazonense. Não aceito a intervenção militar, nem por brincadeira. Por favor, volte para sua casa", postou. 

"O ACNUR reconheceu o trabalho de acolhimento aos venezuelanos feito por #Manaus. Não tente me ensinar a ser solidário. Os mexicanos podem falar sobre o tratamento que o seu país dá a eles", completou.

Entre os objetivos da visita de Pence a Manaus estava o incentivo do governo norte-americano para que venezuelanos sejam recebidos no Brasil. Pence fez um discurso firme cobrando atitudes do governo brasileiro no sentido de isolar o presidente venezuelano Nicolás Maduro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247