Presa mulher que sequestrou bebê em Santa Catarina

Sirley de Ftima Machado, de 44 anos, foi acusada de ter sequestrado, em novembro passado, um beb recm-nascido do Hospital de Cambori; a criana foi entregue famlia verdadeira

Presa mulher que sequestrou bebê em Santa Catarina
Presa mulher que sequestrou bebê em Santa Catarina (Foto: DIVULGAÇÃO)

Sirley de Fátima Machado, de 44 anos, foi presa na terça-feira, 1, acusada de ter sequestrado um bebê recém-nascido do Hospital de Camboriú, na cidade catarinense de Balneário Camboriú, em novembro do ano passado. O menino, que está com pouco mais de três meses de vida, foi encontrado na casa de Sirley e estava, aparentemente, sendo bem tratado. Ele foi entregue à família verdadeira.

Segundo a polícia civil, uma mulher se apresentando como Conselheira Tutelar e dizendo se chamar Ana Prates furtou o bebê da mãe, durante uma consulta médica, no Hospital de Camboriú, no dia 24 de novembro. Para o delegado responsável pelas investigações, Osnei Valdir de Oliveira, o crime foi premeditado pois no dia anterior ao furto da criança, Sirley teria ido à casa da família e se apresentado como Conselheira Tutelar.

Foi ela também a responsável por fazer o encaminhamento para a consulta médica da mãe e da criança. Além disso, Sirley também se preocupou em estacionar o carro na frente do hospital no dia do crime e instalar no banco traseiro do veículo uma cadeirinha especial para transporte de bebês. A equipe conseguiu identificar e localizar Sirley, através do carro usado por ela, no dia do furto da criança.

Em depoimento, Sirley disse que sequestrou a criança porque queria retomar seu casamento. Antes do crime, ela também forjou uma gravidez, tanto para se reconciliar maritalmente, como para mover uma ação trabalhista. Para simular a gestação, a indiciada teria falsificado um exame de ultrassonografia.

Na casa de Sirley os policiais encontraram uma certidão de nascimento falsificada, com o nome do bebê, onde constam os nomes de Sirley e do marido como sendo pais da criança. Uma carteira de saúde com a inserção de dados falsos também foi apreendida. Não há indícios de que o marido tenha participado do crime, segundo a polícia.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247