Presidente da CPI das Fake News pede que Hans River volte a depor

O senador Ângelo Coronel (PSD-BA), presidente da CPI das Fake News, apresentou um novo requerimento para convocar Hans River do Nascimento, para esclarecer as declarações dadas no depoimento que deu na última terça (11). Para o senador, a jornalista Patrícia Campos Mello foi vítima de afirmações "covardes" e de "baixo calão" por parte de Hans

Patricia Hans
Patricia Hans (Foto: Patricia Hans)

247 - O presidente da CPI das Fake News, senador Ângelo Coronel (PSD-BA), apresentou um requerimento para convocar novamente Hans River do Nascimento, ex-funcionário de uma empresa que fez disparos em massa pelo WhatsApp nas eleições de 2018.

O mesmo pedido foi apresentado pelo deputado Túlio Gadêlha (PDT-PE) para que o ex-funcionário da empresa prestou depoimento à CPI na última terça-feira em que mentiu e ofendeu a jornalista Patrícia Campos Mello, do jornal Folha de S. Paulo", responsável pela reportagens sobre os envios de mensagens.

"Precisamos apurar se mentiu. Foi muito covarde", disse o senador em entrevista ao jornal O Globo. No pedido, parlamentar justifica que a nova convocação de Hans River é fundamental para esclarecer os fatos.

Para Coronel, a jornalista foi vítima de afirmações "covardes" e de "baixo calão".

Hans River negou ter repassado informações à repórter durante a eleição de 2018, o que foi desmentido pela Folha, que exibiu documentos e mensagens das conversas entre os dois. Ele ainda acusou a jornalista de se insinuar sexualmente para obter as informações.

Em contrapartida, o deputado Carlos Jordy (PSL-RJ) apresentou pedido de convocação de Patrícia.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247