Presidente da Funai é investigado por ter dado soco no próprio pai

O homem de 71 registrou um boletim de ocorrência em Novo São Joaquim (MT) e disse, em entrevista, que quer que seu filho seja investigado pelo que ele relata ter ocorrido

(Foto: Funai/Divulgação)

247 - Marcelo Augusto Xavier da Silva, novo presidente da da Fundação Nacional do Índio (Funai) nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), é investigado pela polícia do Mato Grosso, seu estado natal, por ter dado um soco no rosto do próprio pai.

O homem de 71 registrou um boletim de ocorrência em Novo São Joaquim (MT) e disse, em entrevista à BBC Brasil, que quer que seu filho seja investigado pelo que ele relata ter ocorrido.

Não é a primeira polêmica envolvendo o novo presidente da Funai. Delegado da Polícia Federal, ele foi rejeitado numa primeira avaliação psicológica para o cargo, tendo passado na segunda tentativa.

Ainda, quando era delegado, teve sua atuação contestada em duas investigações internas da corporação, chamadas de PADs (Processo Administrativo Disciplinar), e chegou a ser afastado de uma operação de expulsão de invasores de uma terra indígena, por suspeitas de estar colaborando com os intrusos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247