Presidente da Funai, Wallace Bastos pede exoneração do cargo

Na semana passada, o governo iniciou a revisão da política de demarcações de terras indígenas; ministérios se reuniram para tratar de criação de conselho interministerial que vai analisar demarcação fundiária de terra indígena

Presidente da Funai, Wallace Bastos pede exoneração do cargo
Presidente da Funai, Wallace Bastos pede exoneração do cargo (Foto: Acervo Funai/Mário Vilela)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Wallace Bastos, pediu exoneração do cargo nesta segunda-feira (14). A informação foi divulgada há pouco pelo órgão. Bastos estava à frente da Funai desde maio de 2018, quando foi nomeado para o cargo pelo então presidente Michel Temer.

Atualmente, a fundação está vinculada ao Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. A transferência do órgão da estrutura do Ministério da Justiça para a nova pasta foi definida pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.

Na semana passada, o governo iniciou a revisão da política de demarcações de terras indígenas. A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, se reuniu com os ministros Augusto Heleno (Segurança Insitucional), Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos). Eles trataram da criação de conselho interministerial que vai analisar demarcação fundiária de terra indígena.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247