Presidente de comissão manobra para fazer Eduardo embaixador

Apesar da maioria dos senadores estar inclinada a não avalizar o nome do deputado federal Eduardo Bolsonaro para ser o embaixador do Brasil em Washington, o presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Nelsinho Trad, vem manobrando para que o parlamentar possa assumir o cargo. Trad vem avisando que a sabatina feita pelo colegiado com indicados para postos diplomáticos poderá ser secreta, algo que só começou a ser feito após Jair Bolsonaro indicar o próprio filho para o cargo

(Foto: Senado | ABr)

247 - Apesar da maioria dos senadores estar inclinada a não avalizar o nome do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para ser o embaixador do Brasil em Washington, o presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Nelsinho Trad (PSD-MS), vem manobrando para que o parlamentar, filho de Jair Bolsonaro, possa assumir o cargo. De acordo com o blog do jornalista Lauro Jardim, Trad vem avisando que a sabatina feita pelo colegiado com indicados para postos diplomáticos poderá ser secreta. 

Na semana passada, Trad realizou sessões secretas da comissão para fazer a sabatina de indicados para postos diplomáticos na Bulgária e na Hungria. Apesar de previstas legalmente, o uso de sessões secretas por parte da Comissão somente começou a ser feita após Bolsonaro indicar o próprio filho para a embaixada nos Estados Unidos. Em pelo menos sete sessões anteriores, Trad não havia mencionado a possibilidade de fazer uso do expediente. 

“Pois quando chegar a vez de Eduardo, Trad poderá argumentar que o filho do presidente não foi o primeiro a quem foi oferecida a chance de falar sem ser ouvido por quem importa: o povo”, ressalta o jornalista.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247