Presidente do BC sobre retomada econômica: "O pior já ficou para trás"

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, acredita que a economia em 2020 deve registrar uma queda menor que a projeção de 6,4% anunciada pelo próprio BC em junho

Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em Brasília 07/04/2020
Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em Brasília 07/04/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que a economia em 2020 deve registrar uma queda menor que a projeção de 6,4% anunciada pela própria autarquia federal em junho. A informação foi retirada de uma entrevista concedida à Rede Record na noite de segunda-feira (6) e publicada pelo jornal O Globo. 

“Nós soltamos nosso último número de crescimento no relatório de inflação que foi 6,4% de queda no PIB, mas enfatizamos que nós agora entendemos que a assimetria é para o outro lado. É mais provável que seja melhor do que isso e os dados recentes corroboram com essa visão”, afirmou Campus Neto. 

O presidente do BC acredita que dados econômicos de arrecadação de impostos, de tráfego e consumo de energia mostram que o pior ficou para trás. 

“Esses dados corroboram com a visão de que o pior já ficou para trás e a gente vai ter um crescimento melhor. Esse início da volta do crescimento tem sido de uma forma até relativamente acelerada. Obviamente a base é baixa, porque a queda foi grande, mas a gente começa a ver que essa primeira fase da recuperação tem sido o que os economistas chamam de V, tem sido uma recuperação mais forte”, concluiu. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email