Paulo Okamotto teme que ex-presidente seja transferido para local sem segurança

Presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, teme que o ex-presidente seja transferido para local sem as garantias de segurança e privacidade a que teria direito

Paulo Okamotto
Paulo Okamotto (Foto: Cláudio Kbene)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, afirma que os assessores do ex-presidente Lula estão temerosos com a mudança dele, de Curitiba para uma prisão em São Paulo.A medida foi determinada nesta quarta (7) pela juíza federal Carolina Lebbos, responsável pela execução da pena do petista. Na decisão, ela diz apenas que o petista deve ser transferido para um estabelecimento penal em São Paulo, sem definir local nem condições em que ele ficará recolhido. A informação é da jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna no jornal Folha de S.Paulo. 

"Há uma grande preocupação. Não aceitamos que ele seja tratado como um preso comum. Queremos que ele mantenha todos os direitos que tem como ex-presidente [de ficar preso em uma sala de estado-maior ou em condições especiais, como determinou o então juiz Sergio Moro]", afirma ele."Lula já cumpre uma pena injusta. Ele é inocente. Não queremos que seja ainda mais humilhado", segue Okamotto.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247