Presidente do Senado diz que prisão de Daniel Silveira deve ser resolvida com a lei

“Não elevaremos esse episódio a uma crise institucional", disse o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG)

Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado
Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado (Foto: Marcos Oliveira)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) defendeu que o caso da prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) deverá ser resolvido sob a luz da Constituição.

“Não elevaremos esse episódio a uma crise institucional. Seguimos com as prioridades comuns do Brasil: vacina, auxílio e reformas”, escreveu o parlamentar em sua página nas redes sociais sem dizer qual deve ser o tratamenro ao deputado que fez ataques contra ministros do STF. O seandor disse que atentar contra a democracia é gravíssimo, mas ressaltou também que manter alguém preso antes do julgamento deve ser tratado como exceção.

Daniel Silveira foi preso em “flagrante delito” nesta terça-feira (16), no Rio de Janeiro,. O mandado foi autorizado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, após o parlamentar publicar um vídeo em redes sociais em que ataca os ministros da Suprema Corte.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email