Prisão de 'hackers' não invalida o que está sendo divulgado, diz Julio Delgado sobre Vaza Jato

“De certa forma, não invalida o que está sendo divulgado. Até o momento, nenhum das mensagens foi desmentida", lembrou o deputado Julio Delgado (PSB); se referindo ao escândalo da Vaza Jato; para ele a celere operação para prender 'hackers' revela a preocupação de quem não quer ser investigado

Em nota à imprensa nesta tarde, o deputado federal de Minas Julio Delgado, do PSDB, nega que tenha recebido propina de R$ 150 mil para não incluir o presidente da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, na CPI da Petrobras na Câmara; o tucano diz ainda que a acusação "é uma tentativa de desmoralizar" os trabalhos do colegiado; leia a íntegra da nota do deputado
Em nota à imprensa nesta tarde, o deputado federal de Minas Julio Delgado, do PSDB, nega que tenha recebido propina de R$ 150 mil para não incluir o presidente da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, na CPI da Petrobras na Câmara; o tucano diz ainda que a acusação "é uma tentativa de desmoralizar" os trabalhos do colegiado; leia a íntegra da nota do deputado

247 - O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) afirmou que a celere operação da Polícia Federal para prender os suspeitos de hackear celulares de autoridades evidencia que há uma preocupação em não investigar o principal, que é o conteúdo revelado das mensagens da Vaza Jato, que reveleram a parcialidade do ex-juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça e chefe da Polícia Federal.

“A prisão dos hackers demonstra claramente que quando atingem autoridades que não querem ser investigadas, se chega aos responsáveis. Há denúncias de hackers desde a campanha eleitoral”, lembrou o parlmantar em entrevista ao site O Antagonista.

“De certa forma, não invalida o que está sendo divulgado. Até o momento, nenhum das mensagens foi desmentida", disse o deputado, lembrando que o próprio Moro não desmentiu o conteúdo das mensagens reeladas pela série de reportagens do The Intercept, que monstram um conluio do então juiz Moro com os procuradores da Lava Jato.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247