Procurador que chamou de 'miserê' seu salário de R$ 24 mil recebeu, na verdade, R$ 65 mil em julho

O valor, no entanto, não está nem entre os cem mais altos pagos pelo Ministério Público de Minas naquele mês – 138 procuradores e promotores de Justiça ganharam de R$ 65,2 mil a R$ 88 mil no período, em cifras limpas

(Foto: Reprodução MP-MG)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Leonardo Azeredo dos Santos,  que chamou de 'miserê' seu salário de R$ 24 mil, recebeu, na verdade, R$ 65.152,99 líquidos em julho, aponta reportagem do Estado de S.Paulo.

A matéria mostra ainda que o valor, no entanto, não está nem entre os cem mais altos pagos pelo Ministério Público de Minas naquele mês – 138 procuradores e promotores de Justiça ganharam de R$ 65,2 mil a R$ 88 mil no período, em cifras limpas.

Em julho, a maior remuneração paga pelo MP de Minas – considerando rendimento líquido total, indenizações e outras remunerações retroativas ou temporárias – foi a do procurador-geral de Justiça Antonio Sergio Tonet, que recebeu, naquele mês, R$ 88.092,18.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email