Procuradores pressionam STF para limitar poder do Procurador Geral da República

Em plena guerra interna, membros do Ministério Público consideram como ponto positivo a possibilidade de enquadramento do Procurador Geral da República pelo STF

Procurador-geral da República, Augusto Aras 25/09/2019
Procurador-geral da República, Augusto Aras 25/09/2019 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Integrantes do Ministério Público que fazem oposição a Augusto Aras consideram que é positivo que o caso envolvendo os dados da Lava Jato vá para o plenário do STF. A alta corte definirá, a partir da análise e da decisão sobre o caso os limites do poder do procurador-geral da República.

Segundo a coluna Painel da Folha de S.Paulo, os oponentes de Aras no Ministério Público têm a expectativa de que o STF impeça que o procurador geral exerça a prerrogativa de interferir no trabalho dos procuradores

As forças-tarefas, principalmente a da Operação Lava Jato em Curitiba, se transformaram em grupos intocáveis. O julgamento sobre o compartilhamento de dados da operação deve servir como um ponto final para isso.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247