Professor que nega aquecimento global pode comandar o Meio Ambiente

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) avalia indicar o professor de geografia Ricardo Felício para o Ministério do Meio Ambiente. Felício, que é professor da Universidade de São Paulo (USP) diz que o aquecimento global é uma farsa criada por cientistas e organizações multilaterais;  possível indicação de Felício tem ganhado força, uma vez que ele tem a simpatia do vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente eleito

Professor que nega aquecimento global pode comandar o Meio Ambiente
Professor que nega aquecimento global pode comandar o Meio Ambiente

247 - O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) avalia indicar o professor de geografia Ricardo Felício para o Ministério do Meio Ambiente. Felício, que é professor da Universidade de São Paulo (USP) diz que o aquecimento global é uma farsa criada por cientistas e organizações multilaterais.

De acordo com a Coluna Painel, da Folha de São Paulo, Bolsonaro também teria incluído na lista para comandar a pasta o nome do procurador Paulo de Bessa Antunes, especialista em direito ambiental.

A possível indicação de Felício, porém, tem ganhado força, uma vez que ele tem a simpatia do vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente eleito. Bolsonaro, por sua vez, já disse que as atuais políticas para o meio ambiente não trabalham em prol do Brasil, mas respondem a interesses de fora do país, e prometeu mudanças na legislação ambiental para acabar com que chamou de "farra das multas" pelo Ibama.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247