PSDB de São Paulo rebate FHC e o critica por defender Aécio

Diretório municipal do PSDB de São Paulo, comandado por João Doria, divulgou nota em que critica a defesa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao deputado e ex-presidente da legenda Aécio Neves; "Não compactuarmos com a postura e o histórico de Aécio, que conspurcam a imagem do partido", diz a nota

não compactuarmos com a postura e o histórico de Aécio, que conspurcam a imagem do partid
não compactuarmos com a postura e o histórico de Aécio, que conspurcam a imagem do partid

247 - A briga no ninho tucano continua. O diretório municipal do PSDB de São Paulo não gostou das declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que saiu em defesa do deputado Aécio Neves (PSDB-MG), repelindo o pedido de expulsão feito pelo diretório da legenda.

FHC disse em sua página no Twitter que “jogar aliados às feras é oportunismo sem grandeza” e defendeu o direito de defesa de Aécio.

Em nota, o diretório diz que considera “inadmissível que pessoas como Aécio Neves permaneçam nos quadros partidários”.

“Não concordamos com sua posição ao defender a permanência do deputado federal e ex-senador Aécio Neves, cuja a trajetória não condiz com o que FHC tem de legado”, diz a nota, segundo informa a coluna Painel, da Folha.

A legenda municipal, comandada pelo governador João Dória, diz que está pautado “por um novo PSDB que trabalha com ética, respeito e compromisso com o país.”

“Ressaltamos que a votação com o pedido de expulsão realizada por este diretório na última quinta-feira(4) se deveu pelo fato de não compactuarmos com a postura e o histórico de Aécio, que conspurcam a imagem do partido”, diz a nota.

Aécio foi um dos articuladores do golpe. Candidato presidencial derrotado nas urnas, ele comandou o que chamou de "ver a Dilma sangrar". Foi senador por Minas Gerais e ex-presidente nacional do PSDB.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247