PSDB escala ex-aliado de Doria para barrar ofensiva judicial do ex-governador

Ex-promotor de Justiça e deputado federal Carlos Sampaio tem afirmado que a convenção da legenda possui autonomia para apoiar uma aliança com os partidos da terceira via

www.brasil247.com - João Doria
João Doria (Foto: Governo do Estado de São Paulo)


247 - O PSD escalou o ex-promotor de Justiça e deputado federal Carlos Sampaio (SP) para montar uma linha de ação caso o ex-governador de São Paulo João Doria recorra às vias judiciais para ser o candidato do partido na eleição presidencial de outubro. De acordo com a Carta Capital, “Sampaio tem dito internamente que a convenção nacional da sigla, normalmente organizada entre julho e agosto, tem autonomia para apoiar uma aliança com os partidos da terceira via, independentemente do resultado das prévias”.

Pelo entendimento do parlamentar, que vem se afastando de Doria e apoiando a reeleição do governador Rodrigo Garcia (PSDB),  o acordo entre MDB, PSDB e Cidadania está acima das prévias vencidas por Doria em dezembro. Já a defesa do ex-governador  afirma que o estatuto da legenda prevê que o vencedor das prévias deve ter a candidatura homologada pela convenção. 

“Em reunião da executiva do partido em Brasília na última terça-feira, o deputado federal contestou a narrativa jurídica de Doria numa carta assinada junto com seu advogado — o texto cobrava respeito às prévias e foi lido como uma ameaça ao partido. O documento elevou a pressão para que Doria retirasse sua candidatura, e lideranças pediram sua presença na sede do PSDB. Sob risco de ficar em desvantagem, Doria cobra um encontro equilibrado, com ‘paridade de armas’, e nomes escolhidos pelos dois lados”, ressalta a reportagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A reunião, que deve contar com a presença do presidente do PSDB, Bruno Araújo, e dos líderes da bancada na Câmara, Adolfo Viana (BA), e do Senado, Izalci Lucas (DF), está marcada para esta segunda-feira (23), em São Paulo.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 Aliados do governador Rodrigo Garcia afirmam que Doria já havia sido alertado de que o pacto da terceira via com MDB e Cidadania poderia deixá-lo de fora da cabeça da chapa presidencial e que o próprio ex-governador teria participado das negociações para a discussão de um nome. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os partidos da terceira via defendem o nome da senadora Simone Tebet (MDB) para disputar a eleição presidencial. Uma das opções em análise prevê que Doria seja a sua vice, mas o tucano tem rejeitado esta possibilidade. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email