PSOL pede ao STF que Ministério da Saúde seja impedido de incentivar e distribuir "tratamentos precoces"

O pedido ainda reforça a necessidade de se iniciar a vacinação o mais rápido possível. Ao invés dessa estratégia, os tratamentos, que não têm eficácia comprovada contra a Covid-19, são a principal aposta do governo

Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro
Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O PSOL pediu ao ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que o Ministério da Saúde seja impedido de incentivar o uso de "tratamentos precoces" contra a Covid-19, que não possuem alguma comprovação científica.

O pedido também solicita que a distribuição seja cessada por qualquer órgão do governo. 

Ainda é reforçada a necessidade de se inciar a vacinação no Brasil o mais rápido possível. 

As informações são da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

Diante do caos da falta de oxigênio para pacientes da Covid-19 no Amazonas, o ministro Eduardo Pazuello autorizou o envio de hidroxicloroquina ao Estado.

Além disso, médicos da Força Aérea Brasileira (FAB) denunciaram pressão, coação e represálias para que o medicamento seja receitado em uma unidade de saúde em Brasília.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email