PSOL quer que AGU explique defesa de polícia nas universidades

O PSOL pediu a presença do advogado-geral da União, André Mendonça, na Comissão de Educação para prestar esclarecimentos sobre o parecer favorável ao desencadeamento de operações policiais nas universidades para coibir atos com viés ideológico; deputado Marcelo Freixo (PSol/RJ) afirmou que "esse é um ato típico de ditaduras e não vamos admiti-lo"

PSOL quer que AGU explique defesa de polícia nas universidades
PSOL quer que AGU explique defesa de polícia nas universidades (Foto: Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Forum - O PSOL pediu nesta quarta-feira (29) a presença do advogado-geral da União, André Mendonça, na Comissão de Educação para prestar esclarecimentos sobre o parecer favorável ao desencadeamento de operações policiais nas universidades para coibir atos com viés ideológico. Por meio do Twitter, o deputado federal Marcelo Freixo (PSol/RJ) afirmou que "esse é um ato típico de ditaduras e não vamos admiti-lo".

Informação divulgada nesta terça-feira (28) revela que o governo Jair Bolsonaro (PSL), por meio da Advocacia-Geral da União (AGU) pediu que o Supremo Tribunal Federal (STF) autorize realização de operações policiais em universidades públicas e privadas para apurar irregularidades eleitorais. "Professores precisam ter um comportamento imparcial, tem assunto polêmico, é natural que se debata. Agora, o que não pode haver é uso de professor sendo tendencioso. Seja professor de direita ou de esquerda, que não atue como militante, sem carga ideológica", disse Mendonça ao blog da Andreia Sadi, no G1.

Leia a íntegra do texto

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247