PT deve lançar candidatura de Lula no início de 2017

Pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República deve ser oficializada pelo PT entre fevereiro e abril de 2017; considerado como o melhor presidente que o Brasil já teve por 43% dos brasileiros, Lula é hoje alvo de uma caçada judicial, sendo réu em cinco ações penais; lançamento do projeto Lula 2018 presidente pretende aproveitar politicamente a baixa popularidade do governo Michel Temer, além de reforçar a defesa jurídica de Lula; "A necessidade de condenar Lula cresce na medida em que ele assume protagonismo nas eleições de 2018. Ao que parece a população começa a fazer a comparação entre os projetos", disse o coordenador do setorial jurídico do PT, Marco Aurélio de Carvalho

28/09/2016- Campinas- SP, Brasil- Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa de caminhada com o candidato a prefeitura de Campinas, Marcio Pochmann. Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula
28/09/2016- Campinas- SP, Brasil- Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa de caminhada com o candidato a prefeitura de Campinas, Marcio Pochmann. Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula (Foto: Aquiles Lins)

247 - A pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República deve ser oficializada pelo PT entre fevereiro e abril de 2017.

Considerado como o melhor presidente que o Brasil já teve por 43% dos brasileiros, segundo o Vox Populi (leia aqui), Lula é hoje alvo de uma caçada judicial, sendo réu em cinco ações penais, sendo quatro delas no âmbito da operação Lava Jato.

O lançamento da pré-candidatura de Lula a presidente pretende aproveitar politicamente a baixa popularidade do governo Michel Temer, além de reforçar a defesa jurídica de Lula. Segundo os defensores da ideia, ao se colocar publicamente como candidato, o ex-presidente poderá se blindar parcialmente da força-tarefa em Curitiba.

"A necessidade de condenar Lula cresce na medida em que ele assume protagonismo nas eleições de 2018. Ao que parece a população começa a fazer a comparação entre os projetos", disse o coordenador do setorial jurídico do PT, Marco Aurélio de Carvalho. 

O PT defende formalmente a antecipação da eleição presidencial em caso de cassação da chapa Dilma Rousseff-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Parte dos líderes petistas defende que Lula seja lançado candidato logo no começo do ano, em fevereiro, para se antecipar a possíveis condenações na Justiça que possam barrar sua candidatura ou até levar o ex-presidente à prisão em 2017.

O reconhecimento de que Lula é a melhor saída para o Brasil também foi feito pela presidente afastada Dilma Rousseff, durante passagem pela Argentina. "Não penso em voltar para a política porque o grande presidente para o Brasil é Lula", disse ela ao lado da ex-presidente do país vizinho Cristina Kirchner (leia mais).

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247